Análise da Cadeia produtiva do
Artesanato

Objetivo

Testar a aplicabilidade do modelo de análise da cadeia produtiva do artesanato, desenvolvido no projeto “Modelo de análise da cadeia produtiva do artesanato - fase I” (edital Funcultura 2011/2012) e redesenhado no projeto “Modelo de análise da cadeia produtiva do artesanato - fase II” (edital Funcultura 2012/2013), dentro da visão da economia criativa, a partir do seu confronto com as cadeias produtivas das comunidades produtoras Mata Vida – Ponta de Pedras/ Goiana e ASAS – Associação dos Artesãos Solidários de São José da Coroa Grande/ PE, considerando parâmetros de sustentabilidade social, ambiental e cultural visando agregação de valor e consumo dos produtos.

Fase 1

Definição do Modelo de Pesquisa baseado em protocolos

  • Identificação de Matérias-primas

  • Processos Produtivos

  • Acesso a Mercado

 

Unidades de pesquisa

  • Matérias-primas naturais

  • Grupos premiados pelo Top100 Sebrae de Artesanato

  • Apoiadas pelo Laboratório O Imaginário

Fase 2

Ampliação dos protocolos

  • Visão de Futuro | Cidadania e Reconhecimento

 

Unidades de pesquisa

  • Matérias-primas industriais

  • Grupos premiados pelo Top100 Sebrae de Artesanato e Ponto de Cultura

  • Apoiadas pelo Centro Pernambucano de Design

Fase 3

Ampliação dos protocolos

  • Redes

  • Diversidade Cultural

  • Proposta Única de Vendas

 

Unidades de pesquisa

  • Matérias-primas recicláveis

  • Grupos premiados pelo Top100 Sebrae de Artesanato e Talentos do Brasil Rural

  • Apoiadas pelo Laboratório O Imaginário e Centro Pernambucano de Design

Metodologia

Preparação
Identificação de dados da localidade e do grupo produtivo
Pesquisa Bibliográfica
Entrevistas com pessoas associadas ao grupo
Entrevistas com especialistas

Discussão da equipe de Pesquisa

visao-sistemica
visao-sistemica

press to zoom
Tipos de redes
Tipos de redes

Redes tradicionais de organização: Centralizada (quando todas as instâncias se comunicam apenas com a central); Descentralizada (quando pequenos núcleos tem sub-centrais interligadas); e Distribuída (quando todos os elementos se comunicam diretamente)

press to zoom
grafico-novo2
grafico-novo2

press to zoom
visao-sistemica
visao-sistemica

press to zoom
1/8
1/13

Equipe

Produtores Executivos

Erimar José Dias e Cordeiro

Tibério César Macêdo Tabosa

Pesquisadores

Tibério César Macêdo Tabosa
Virginia Pereira Cavalcanti
Pesquisadores Júniores
Erimar José Dias e Cordeiro
Vinícius Simões Botelho
Ana Carolina dos Reis Silva
Danyelle do Nascimento Marques

 

Colaboradores
Ana Maria de Andrade
Felipe Soares
Mariana Souza Melo